24 de nov de 2009

18 de nov de 2009

O maravilhoso mundo das redes sociais

Eu acho muito interessante como está sendo absorvida a tal socialização da rede por diversos segmentos.

Assim como tem aumentado o numero de pessoas que buscam aprofundar cada vez mais seus conhecimentos dentro deste segmento de interação de usuários, tem gente que ainda não teve (ou não está preparado ainda) acesso às informações mais especificas de como utilizar as redes sociais para promover seus produtos, marcas ou serviços.

A este segundo grupo de webmartketers eu vou disponibilizar algumas informações mais técnicas para todos ficarmos afinadíssimos nesta coisa linda e maravilhosa que é a universalização da informação..aiai...que apaixonante.

De acordo com a wikipédia,rede Social é uma das formas de representação dos relacionamentos afetivos ou profissionais dos seres entre si ou entre seus agrupamentos de interesses mútuos..Assim, um grupo de discussão é composto por indivíduos que possuem identidades semelhantes. Essas redes sociais estão hoje instaladas principalmente na Internet devido ao fato desta possibilitar uma aceleração e ampla maneira das idéias serem divulgadas e da absorção de novos elementos em busca de algo em comum.”

Então a gente já sabe que foi criado um conjunto de tecnologias que possibilitaram novos tipos de práticas e interações sociais que adquiriram uma nova forma de comportamento entre pessoas e grupos. O point desta super balada é a Internet.

Outra coisa que a gente já sabe é que se quisermos conversar com amigos em Paris sem sair de casa já podemos graças a globalização de pessoas e informações, em tempo real ou não, que as redes sociais permitem que tenhamos. E isto é uma novidade que antes nenhum meio de comunicação conseguiu disponibilizar de forma tão ampla, eficaz e rápida.

Outra coisa importante: definir quem é a Rede social. A rede social não se chama Orkut, Facebook, Twitter ou assemelhados e sim, devemos entender por Rede social o resultado que estas ferramentas permitem ou seja o conjunto de interações sociais, a troca de informações que a partir delas se pode dispor e que estão permanentemente interconectadas graças a estas tecnologias.

Formas de exploração
Você lembra quando o homem descobriu o fogo naquele filme 2001 uma odisséia no espaço? Nossa... Espero sinceramente que não... Mas enfim... Quando o homem descobriu o fogo, a roda, a energia e todas as outras descobertas que foram divisoras de água tudo com certeza começou com sua exploração egocêntrica: o cara se queimou, fez uma roda oval, se eletrocutou e assim se faz, ao longo dos tempos e das descobertas (com exceções mínimas), a toda primeira experiência. A gente pode aplicar este conceito estranho que eu coloquei acima também à exploração das redes sociais: A gente começa expondo a gente mesmo e assim vai lentamente conhecendo o espaço interativo e todas as suas possibilidades.

E eu particularmente acho essa coisa egocêntrica fundamental para despertar o interesse alheio sobre as várias informações das redes. Sem falar na aproximação considerável que redes sociais permitem entre vários indivíduos de todas as tribos de todo o planeta: eu posso saber o que o Boninho da Rede Globo tem pensado se estiver no Twitter dele ou posso acompanhar passo a passo a evolução do Googlewave e ainda poder opinar a respeito no blog oficial dos caras.

E neste cenário lindo e maravilho é que começa o estranho mundo das “personalizações” das redes sociais. Estas pequenas ferramentas, que em um primeiro momento utilizamos nossas informações pessoais para interagir com o grupo, começam a se moldar de acordo com os usuários e as finalidades que eles investem nelas.

Como se moldam as redes sociais
Como disse no parágrafo acima, o processo de utilização e exploração das ferramentas, faz com essas tecnologias sejam adequadas pelos grupos sociais, que fornecem sentidos personalizados para cada ferramenta. O mais legal disto é que, como espaços sociais, as redes vão além daquilo que foi pensado como possível quando a ferramenta foi criada.

Por exemplo, o Orkut, que foi criado para ser um espaço de discussão, se tornou um mega condensado de currículos de todos os tipos de pessoas que não estão procurando emprego em primeira instancia e sim promover suas historias, fotos, pensamentos e personalidade que são demonstradas nos agrupamentos de comunidades e construção de perfis.

O Twitter, que ao perguntar "o que você está fazendo" parecia que seria uma coisa hiper básica de expressão de pensamentos automáticos e sensitivos, se tornou um espaço de circulação de informações de todos os tipos, inclusive, noticiosas.

O MySpace, por sua vez é o mais utilizado por bandas e grupos musicais, como ferramenta de divulgação de seu trabalho e contato com fãs.

O Facebook logo encontrará seu caminho também, mas já dá para prever que ele será o mais corporativo de todos, como um prédio que divide espaços comerciais e residenciais.

Agora abaixo seguem umas informações interessantes sobre a utilização de redes sociais no mundo



Fonte: Compete.com

Os gráficos abaixo são um comparativo entre as principais redes socias, do Google Trends e Alexa, respectivamente.


Fonte: Compete.com

Visitas por um único visitante e  o tempo de permanência no site:



Fonte: Compete.com



 Fonte: Compete.com

Bom...agora que já sabemos qualé a das redes sociais, vamos ver, em um outro post sobre como utiliza-las em campanhas e promoções de produtos, marcas e serviços. Enquanto isto, vamos explorando cada vez mais as possibilidades destas ferramentas.
Mais informações
Página inicial